Despedida

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Hoje foi um dia de mudanças. Sim, isso mesmo, mudanças.
Há um mês decidi que era hora de prosseguir e crescer. Foi com convicção e segurança que tomei essa decisão. Resolvi que não dava mais para esperar e fui atrás dos sonhos.
Hoje venceu a rescisão em  meu trabalho.  Saí de casa pela manhã um pouco chorosa, não com pesar, mas chorosa.
Verdade é que os ventos começaram a soprar de maneira que eu não esperava. As coisas fugiram do meu controle, na verdade acho que nunca estiveram e nem deveriam estar.

Foi uma despedida calorosa ou talvez dissesse chorosa. Chorei ao fazer o café, ao falar com meu chefe pela manhã, ao pagar uma  conta (rs), ao entregar a chave e dizer tchau, ao receber as palavras de que não estou abandonando o estabelecimento, mas sim dizendo tchau e não adeus, ao saber que sou parte da família, ao ver que a Érika chorava mais que eu (manteiga derretida demais!). Não esperava essa despedida, esperava menos. 
Hoje digo que não se encerra uma fase, mas que prossigo caminhando.  Não perdi o controle porque Deus é quem está nele e nunca, jamais Ele sai do controle.

Ao olhar para trás fico feliz por ter crescido, aprendido, progredido, contribuído e me doado. 
Ao olhar para trás percebo que a caminhada foi grande mas que não acabou, há muito pela frente.

Ao olhar para frente fico insegura, apesar de querer e necessitar do novo eu tenho medo, não sei o que esperar e nem o que me aguarda, mas  ao olhar para  frente também sei que existe o futuro e que só me arriscando e confiando saberei o que  há nele. 
Assim prossigo com os olhos no alvo, com a certeza que dará tudo certo.






Ocorreu um erro neste gadget
Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!